O sopro e o caroço

Encarcerado em sua vida diária, qualquer pessoa mostra suas limitações. Acordar não significa despertar. Ir trabalhar não significa produzir algo bom. Da mesma forma, dar não significa ser generoso. Quando vemos uma criança no semáforo, em frente ao nosso carro pedindo um trocado, as atitudes limitadas se baseiam em oferecer ou recusar. A maioria ainda pode até querer julgar: “Esse merece, mas aquele tem cara de aproveitador… xiii, vai virar bandido!” Não estou aqui para acusar ninguém. O dedo está apontado para outro lugar, mais feliz e mais livre. Para um projeto social que ultrapassa os limites, porque usa a inteligência e a sensibilidade para gerar um movimento forte de pura generosidade. Criado pelo Instituto Rukha – em aramaico signfica “sopro da vida” –, o Projeto Virada tem um objetivo simpless: erradicar o trabalho infantil, libertando jovens e crianças da violência através do desenvolvimento de suas qualidades e dos seus potenciais humanos. Mas falar assim, de forma direta e racional, também é pensar de maneira limitada. Afinal, por trás do que se vê no filme de apresentação, há uma ação estratégica das mais refinadas. Ela contempla a criação de um vínculo afetivo entre a família e o instituto, através de monitores que são preparados para lidar com o principal inimigo das pessoas: a carência amorosa. É lindo demais ouvir as opiniões dos participantes. As mães começam a compreender que elas são o núcleo da família e demonstram seu amor levantando a bandeira do projeto. E quando essa barreira se quebra, as crianças entram definitivamente em outro universo. Passam a ser crianças novamente, voltam a brincar e preparam o cenário de um futuro promissor. As expectativas para o projeto em 2009 também são instigantes. Entrando em sua segunda “onda”, aqueles que ontem foram ajudados, hoje passam a participantes ativos na ajuda a novas famílias e o resultado que se pode esperar é prá lá de impactante. Como os ventos do céu que sopram a roda da vida, a semeadura sábia encontra o solo fértil da realização e os frutos positivos são colhidos para todos, tanto quem recebe ajuda quanto quem se fortalece em ver que o ideal funciona. E assim, são formados os verdadeiros elos de solidariedade que promovem um arrastão de bem-aventurança. Mais importante que entender, para sentir a leveza deste ciclo virtuoso, talvez seja gostoso ouvir aquela canção da Leci Brandão que o Seu Jorge regravou ultimamente. Está nas rádios, e diz tudo com poesia e ritmo. Pois é “na hora que a televisão brasileira, distrai toda gente com a sua novela. É que o Zé bota a boca no mundo, ele faz um discurso profundo, ele quer o bem da favela…” De fato,  “…está nascendo um novo líder. No morro do Pau da Bandeira.” Ainda não percebeu o Sopro Divino chegando na vida destas crianças? Então escute a história do Zé do Caroço e descubra quantos “deles” já vivem no seio do Instituto Rukha.

◊Dedico este artigo aos idealizadores e desenvolvedores do Instituto Rukha e do Projeto Virada, o Dr. Yusaku Soussumi e a Dra. Sonia P. Alves Soussumi. Que todos os seres possam se beneficiar.

®Sai amanhã no Jornal O Local. Gravura do artista português José Pádua.

Anúncios

6 thoughts on “O sopro e o caroço

  1. «Nada é permanente neste mundo cruel. Nem mesmo os nossos problemas.»

    Visite e participe no fórum «Cais112» onde pode falar de tudo que esteja relacionado com saúde, desemprego, sociedade, desabafos, etc.

    Para que possa encontrar ajuda e ajudar o próximo com as sua experiências.

    Visite-nos e faça do «Cais112» um cais de interajuda para quem mais precisa!

    http://www.cais112.com

  2. Parabéns por este trabalho e hoje acredito que só com extrema renuncia e trabalhos práticos e diretos,observando os pontos fracos de nossa sociedade conseguimos fazer alguma coisa de util aos que nessecitam.Muito amor e paz p/ todos e pelos grandes seres humanos que idealizaram este efetivo projeto.

  3. Querido Rica,

    Seu texto é muito tocante e nós do Instituto Rukha, ficamos felizes que pessoas como você tenham se sensibilizado com nosso trabalho.
    O Projeto Virada Social é uma nova abordagem no conceito de ajuda ao próximo.
    Venha um dia nos conhecer e voce verá que muitas boas surpresas o aguardam.
    bjs,

    Sonia Soussumi -coordenadora do Projeto Virada (parte conceitual.)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s