Extra

estrelas

Uma extraordinária, antes do final de 2008. Em 1983, dez anos após o momentum de criação, Gilberto Gil gravou “Extra”. Uma canção que extrapola o sentido comum de música. Uma oração pura, extrato de sensibilidade, como o próprio autor. Perfeito para você extravasar as impurezas do ano velho e entrar em 2009 sem extremismos, com extravagância e extraindo mais de cada extremo da vida. Leia a seguir e escute a belíssima versão com o grupo Cidade Negra: “Baixa, Santo Salvador. Baixa, seja como for. Acha, nossa direção. Flecha, nosso coração. Puxa, pelo nosso amor. Racha, os muros da prisão. Extra, resta uma ilusão. Extra, abra-se cadabra-se a prisão. Baixa, Cristo ou Oxalá. Baixa, santo ou orixá. Rocha, chuva, laser, gás. Bicho, planta, tanto faz. Brecha, faça-se abrir. Deixa, nossa dor fugir. Extra, entra por favor. Extra, abra-se cadabra-se o temor. Eu, tu e todos no mundo, no fundo, tememos por nosso futuro. ET e todos os santos, valei-nos, livrai-nos, desse tempo escuro.” Ano Novo Extra para você.

©Para ouvir antes da extrema-unção. Gilberto Gil, Extra, 1983. Que todos os seres possam se beneficiar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s