Junte-se a Nós

A raiz tola que me leva a crer que o mundo que é dividido não passa de um erro sistêmico. É parte do organismo que vivemos. Eu vejo o céu azul e você também o vê. Eu escuto um trem passar e você também o escuta. Eu sinto a brisa do vento e você também a sente. É por isso que a palavra, que nos remete a um estado imaginativo, é possível de coexistir; sua representação está na minha e na sua memória. Ou seja, ela faz as ligações necessárias para uma identificação semelhante daquilo que já está, na minha e na sua mente, aguardando apenas uma nova composição. Igual a nossa percepção diária comum. Mas, então, fica a pergunta: se tanto a minha mente como a sua possuem a mesma qualidade, a mesma natureza básica, porque acreditamos piamente na percepção dualista de que eu sou eu e você é você? Porque disputamos espaços e poderes ridículos, como uma vaga no estacionamento? Porque discutimos de forma insensata, sem ao menos termos razão? Porque fingimos ser mais que os outros comprando bens que destroem o planeta? E porque matamos o que é parte do nosso corpo existencial sem o menor pudor? Entender a coexistência é mais do que respeitar os outros seres. Seja na matéria, seja na consciência, descobrir a unidade é encontrar uma fonte de riqueza inesgotável. É compartilhar um movimento, uma dança do universo que caminha para estados plenos de vida. Junte-se a nós.

©Que todos os seres possam se beneficiar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s