Caixa Ó DIGO!

Imagine que sua mente é uma caixa. Imagine que ela produz tudo o que você vê, fala e pensa. Imagine que ela não só cria, como registra tudo. E, portanto, tudo o que você vê, fala e pensa pode ser, ao mesmo tempo, algo que a caixa produz ou algo que já foi produzido em outro momento e está registrado. Mas, imagine; você não sabe a diferença entre o que é criado agora e o que está registrado. Imagine, apenas imagine. Quando for para pensar, direi para fazê-lo. Agora, imagine que um dia você levanta da cama e percebe que você nunca imaginou isso, que a sua mente é uma caixa que vê, fala e pensa tudo o que ela mesma produz e memoriza. Então, imagine que você se olha no espelho e vê sua imagem refletida. Anestesiado, ainda pelo sono, imagine que você se pergunta: de onde é produzido o que estou vendo? Imagine que você já fez isso, de olhar para o espelho, milhões de vezes, mas nunca imaginou essa possibilidade. Claro, você lava o rosto e sente a água gelada, escova os dentes e sente um frescor, penteia o cabelo e sente a massagem na sua cabeça. Três atos para se esquecer de imaginar tudo isso. Mas, milagrosamente, imagine que você não se esquece dessa ideia. Imagine que você anda pelas ruas olhando tudo ao seu redor e imaginando que sua mente é uma caixa e dentro dela tudo isso está sendo produzido ou reproduzido. Aqui, então, você vê uma pista. Ué, se a mente é uma caixa que pode produzir ou reproduzir, e se esta rua eu já vi outras vezes; portanto, isso tudo que vejo é uma reprodução! Mas ao mesmo tempo, se essas pessoas não eram as mesmas de ontem, então é uma produção?! Imagine, rápido, que você não precisa pensar a respeito, apenas imagine e continue andando. Então você chega num lugar conhecido. Pode ser sua escola ou trabalho. E você olha novamente para todos e imagina que tudo é produzido ou reproduzido na sua mente, que é uma caixa. Você diz bom dia para todos e imagina: puxa isso já está criado e estou apenas reproduzindo. Novamente imagina quantas vezes você já fez a mesma coisa. Sente até um pouco de tédio. Passa na sua frente uma pessoa que você tem uma atração. Na hora, você se imagina perguntando: será que essa atração e essa pessoa estão juntas na mesma caixa? Você não sabe a resposta, mas precisa continuar em frente sem nenhum raciocínio lógico, apenas imaginando sua mente como uma caixa. Imaginar assim, o tempo todo, deve estar deixando você cansado. Nenhuma análise, nenhuma resposta. Mas esse é o desafio, e você prossegue imaginando tudo como uma caixa. Humm, hora do almoço, que fome! Coloca a comida no prato, o talher na boca, sente o cheiro e o gosto maravilhoso daquele espaguetti ao molho sugo. E quando engole, imagina que ele está na sua mente, na sua caixa. Imagina que o sabor e o aroma são produzidos aí dentro. Decide, assim, que vai imaginar que é uma feijoada, depois um bife acebolado, um brócolis cozido, uma sopa, etc. Finaliza, imaginando uma torta doce de limão. Delícia, pode imaginar o que quiser, é uma caixa que produz e reproduz tudo! Passa o dia feliz, percebendo que pode imaginar o que quiser. Uma pessoa desagradável fala algo que você não gosta. Imagina reagir, mas decide imaginar algo como uma ópera, ou um grito de liberdade, ou uma língua diferente. Isso, você imagina russo. себе радость, lê-se “cibe radast”. Uhu, doidera. Agora, enquanto a pessoa continua falando, você imagina φανταστεί κανείς την ευτυχία, e escuta “fandasti cainisti nefstisia”. Nada se cria, tudo se copia do Google Translator – é grego, viu?! Brincando de imaginar, seu dia se torna mais divertido. Imagina sorvete ao invés da sopa no jantar. Imagina romance quando vê as tragédias no jornal da noite. Imagina felicidade quando lembra do mendigo que viu na rua e você nem quis imaginar como seria sua vida na mesma condição. Chega a hora de dormir. Se você imagina o céu, certamente faz sua oração imaginando uma entidade divina perto de você. Se não, geralmente imagina que divino será o café da manhã no dia seguinte. E na hora de fechar os olhos, imaginando que não precisa mais imaginar nada; recobra a atenção levantando rapidamente o dorso da cama! É óbvio, durante o sono, a sua mente que você imaginou como uma caixa, produz e reproduz tudo o que se pode imaginar enquanto você sonha?! Será isso uma maldição?! Quem fez isso comigo?! Chega, quero parar de imaginar! Como quem eu falo a respeito? Principalmente, quando imagino claramente que tudo o que vejo, falo ou penso é produzido ou reproduzido na minha mente, na minha caixa?! Calma, não vamos produzir ou reproduzir desespero, por favor! Alguma coisa, produzida ou reproduzida dentro dessa caixa deve ter uma auto-resposta (recuso-me a usar a nova regra ortográfica na minha caixa). Bom, preciso mexer cá dentro e encontrar em algum lugar a auto-solução. Mas tô cansado, será que durmo agora e vejo isso amanhã? Ou será que procuro aqui mesmo, com a cabeça deitada no travesseiro e imaginando tudo o que posso encontrar? Peraí, pelo volume de coisa que tem guardada aqui, posso demorar milênios até encontrar essa auto-resposta. Meu Deus, o que faço?! Deus? Tá aqui dentro ou tá fora? Paradoxo complexo… Jesus, me ilumine! Que vontade de pensar a respeito, ai, ai… ok, vamos continuar imaginando. Posso dormir, imaginando que tudo isso foi um sonho! Grande mentira, afinal estou imaginando bem agora. Puxa, o que faço?! Respire fundo dentro dessa caixa, a torácica, vale ressaltar. Vamos, então, fazer um esforço de pensar, mesmo que esteja imaginando, produzindo ou reproduzindo. Se a sua mente é uma caixa, toda caixa tem uma abertura. Bingo! E geralmente, tem um cadeado que a fecha. Ops, então tem como sair da caixa! O que preciso é apenas uma chave. Peraí, de novo… quando imaginei tudo o que vi, tudo o que senti, tudo o que provei, aquele russo falando, aquilo grego, aquelas línguas… shazam, tudo isso é um código!

©É por isso que chamamos nossa mente de caixola. Se você tem o código que abre a caixa, talvez possa nos contar, afinal seu código também está na minha caixa e vice-versa. Que todas as caixas possam se beneficiar!

Anúncios

2 thoughts on “Caixa Ó DIGO!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s