Quando Acordar

Pai_filho

Sonho em um dia acordar do sonho. Durmo, acordo e continuo sonhando. Os sonhos dos outros, os pesadelos também. Profundos, puros ou imundos, não importa; vejo sonhos. Meu filho, então, pergunta: “pai, o que vamos fazer amanhã, depois de acordar?” Mergulho de novo no sonho. Escovar os dentes? Tomar um café? Brincar com os cães? Lindos sonhos. Miro em seus olhos, sem saber como será o dia em que vamos acordar. E algo forte, nesse lúcido sonho, me desperta. Será que bebemos do sonífero que produzimos ou ficamos hipnotizados pelo sonho alheio?  “Hum, filho, já sei o que vamos sonhar!”. Não afirmo, apenas sonho em silêncio… “Quero o seu bem, que ele tenha bons sonhos”, portanto, a resposta sai de letra… “Ah, filho, quando acordar, vamos fazer qualquer coisa juntos, você escolhe… qual é o seu sonho?” Quando acordar ainda vou sonhar.

©Sonho e desejo são diferentes. Ser pai e companheiro também. Ao servir aos desejos do outro, vê-se o sonho mais nitidamente belo, prazeiroso e incrivelmente leve. E todos os seres podem se beneficiar.

Há 8 anos…

 

Há 8 anos,

Veio o Daniel.

Há 8 anos,

A vida tem mel.

 

Há 8 anos,

Tiramos o véu.

Há 8 anos,

Não vivemos ao léu.

 

Há 8 anos,

Nasceu o Daniel.

Há 8 anos,

Moramos no céu.

 

Filhinho querido, mamãe e papai amam muito você.

Cada dia em sua companhia é viver com mais alegria.

Ande sempre pra frente e conte sempre com a gente!

 

Com amor,

Marisa e Ricardo

 

©Para comemorar seu 8º aniversário.