Sem Nada, Dito

Sem nada, dito,
E tudo digo.

No toque sem choque,
No beijo ao olhar,
Tudo se transforma
Sem nada pronunciar.

Nem tudo que pensamos,
A palavra, precisa.

A letra só devia,
Construir a alegria,
Nas mãos da poesia.

©Possam todos os seres se beneficiar.

Blunt Replay

blunt

James Blunt esteve ontem a noite novamente em São Paulo, agora para um show individual. Suas letras são românticas, mas só a princípio. Encontrar um lindo anjo em meio a multidão do metrô (You’re Beautiful), ironizar os “homens sábios” (Wiseman) ou dizer adeus ao amor idealizado (Goodbye My Lover – essa versão ao vivo vale a pena conferir), dentre outras incríveis, são atitudes de uma nova consciência. Em suas letras é possível captar a essência das mudanças que estão transformando a humanidade. Não há melodrama nem pieguice em suas músicas. No fundo são respostas diretas a insensibilidade do homem moderno.

©Não escute, ouça sempre com atenção!