Súplica a Tara*

Ô Mãe Salvadora,

Que me ouve com amor e compaixão,

Quais são os grilhões,

Que me prendem a atenção?

Por isso peço a ti,

Com imensa gratidão,

Haja com veêmencia,

Mostre-me com decisão,

Cada passo no caminho,

Em busca da Iluminação.

Sou tolo, inábil e cheio de confusão,

Mas contigo em meu topo,

Renasço em profusão.

Ensina-me com diligência,

Oriente-me com resolução,

A ti estou atento,

Exercitando a prostração.

Quando temo sem lembrar,

De toda sua educação,

Limpe-me os olhos,

Da visão ignóbil,

Que só gera apego e aversão.

Mantenho-me forte, firme e resoluto,

Enxergando o concreto e o dissoluto,

O vicioso e o virtuoso,

O mundano e o espirituoso,

Hoje, até a hora do luto.

*Tara é conhecida como a mãe de todos os Budas. Ela representa a perfeição da mente iluminada manifestando-se em uma forma feminina. Tara é atividade e energia iluminadas, demonstrando a perfeita manifestação de sabedoria, além de qualquer conceito.

©Que todos os seres possam se beneficiar.

Anúncios